O dia de hoje (18) começou com a Bolsa de Nova York (ICE Futures Group) registrando desvalorizações para os vencimentos do café arábica. Por volta das 8h58 (horário de Brasília), as quedas das principais cotações ficavam entre 75 e 85 pontos.

O contrato setembro/19 apresentou queda de 85 pontos, cotado a 106,55 cents/lb. O dezembro/19 caiu 75 pontos, a 110,45 cents/lb. Março/20 sofreu desvalorização de 75 pontos, a 114,10 cents/lb. Já o maio/20 teve baixa de 80 pontos, a 116,35 cents/lb.

Para o analista Jack Scoville, da Price Futures Group, o mercado segue repercutindo a recente divulgação de avanço de colheita feita pela Cooxupé. Recentemente, a cooperativa apontou que a colheita de seus produtores já havia ultrapassado a marca de 66% e que a produção não sofreu com a geada do começo do mês.

“As estimativas de produção pareciam surpreender o mercado e os futuros devolveram altas na segunda e na quarta-feira. Muitos agricultores da América Central estão enfrentando problemas para obter financiamento para as plantações devido aos baixos preços. As ideias de produção estão caindo para as culturas atuais e futuras”, comentou Scoville.

Já a análise feita pelo site Business Recorder demonstra que as cotações do café arábica podem seguir caindo nos próximos dias. “O café de setembro em Nova York pode retestar a baixa de US$ 1,0550 por libra-peso, como sugerido por seu padrão de ondas e por uma análise do índice de Fibonacci”, conta Madiha Shakeel.

As informações são do portal Notícias Agrícolas.


0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir chaat
Me chame no whatsapp.